sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Despedida!




Rio de Janeiro, 10 de julho de 1959.


Querida Clara,

Venho através desta carta estabelecer o que a princípio é definitivo. Não mais retornarei à nossa amada cidade e consequentemente nosso enlace não mais se concretizará.
Não entenda isso como um fracasso da sua parte.O problema está em mim. Esse tempo que estou longe e a distância me fizeram avaliar o quão inadequado seria como seu esposo. Tenho idéia do quanto isso será difícil para ti. Toda a expectativa criada, nossas famílias envolvidas e as pessoas conhecidas que adoram a falácia, mas creia, isso é inexoravelmente necessário.
Podes ter certeza que provavelmente nunca encontrarei moça tão adorável e prendada. Não imaginas quantas noites passei em claro até tomar esta decisão. Dos motivos prefiro te poupar, mas não se culpe por absolutamente nada. Entenda isso como o que de melhor poderia acontecer e que lhe poupará de possíveis futuros sofrimentos.
O tempo que juntos passamos foi e será inesquecível para mim. O rapaz que lhe entregará esta carta é de absoluta confiança, piloto aqui da base, nosso conterrâneo de Santo Ângelo e voará até aí para visita aos familiares. Não me queira mal.

Adeus.
Sempre seu
Adolfo.


* A imagem acima é de um acidente aéreo ocorrido às 13 hs e 23 min do dia 11 de julho de 1959 em Santo Ângelo-RS quando um avião da FAB caiu após se enroscar nos fios da rede elétrica. Era tripulado por dois militares da base aérea de Santa Cruz, no Rio de Janeiro.Os dois morreram. Um deles, o Tenente Ivo Leão Werlang tinha o intuito de visitar seus familiares na capital missioneira. A suposta carta foi retirada junto a vários papéis em um malote, minutos antes do avião ser tomado definitivamente pelas chamas.

22 comentários:

Prof. Paulo Sérgio disse...

Interessante o seu blog, mas o layout é um pouco dark. Em geral, está bem organizado.

Guttwein disse...

Pior que as noticias da carta iriam arrebentar com o coração da moça hein... triplamente trágico! pela carta, pelo acidente e pelo fim que se revelaria via escrita... : /

Abil. disse...

Simplismente de arrepiar!
Muito legal a informação, um fragmento da história que nunca será desvendado.
Quem era a moça? Quem era Adolfo? Por que ele a deixou?

Parabéns, podes me passar a fonte?

theabil.blogspot.com

Leandro Ribeiro disse...

Poxa que pesquisa, achei muito intrigante este post e a imagem.

Como disse o Abil. são historia que talvez nunca sejam solucionadas, misterios que ficarão abertos para sempre. E mais que tudo uma história de amor. Com um fim trágico, pena.

Abraço.

Jessie disse...

Triste e ao mesmo tempo lindo..
Essas coisas sem explicação que acontecem são de arrepiar..
Poderia me passa a fonte? [2]

Israel disse...

Simplesmente uma tragédia... Cara... Parece aqueles scripts de filme Hollywoodiano que voce acha impossivel de ocorrer... Mas ocorreu... Uma pena isso ae...

Oddie disse...

será que de alguma forma ele pressentia o acidente ? provavelmente não.
mas de alguma forma, isso acabou tornando o momento eterno, essa carta, agora aqui na web, tornou a despedida mas longa, de 50 anos, ainda dá pra sentir o "adeus, para sempre seu, adolfo." como se fossemos para nós, infelizes voyeurs...

luiz scalercio disse...

cara bellissimo seu texto prbns.

Avassaladoras Rio disse...

Querido amigo avassalador...
Não sei se foi melhor morrer e encontrarem a carta.. ou se seria melhor receber a carta com o Ex vivo...
Deve ter sido um sofrimento duplo. Um fora por carta e nem pode xingar o noivo pois imagino que naquela epoca xinhar um morto seria pecado...
mas bem que merecia!

Paty disse...

puxa, que história triste! mas acho que foi importante ter encontrado a carta.

visite o meu blog: http://moradadevenus.blogspot.com/

BESTEiRENTO - Humor sem limite! disse...

heheehehe interessante essas cartas de amor antigas ;) Parabens pelo excelente blog e sucesso camarada!

Polly Perkins disse...

Que tragédia..... eu até diria que é nobre, mas nunca consigo definir o que é mais nobre se é a tragédia, ou a comédia....
acho que é drama que tem os dois!

De qualquer forma não menos interessante tal história

Marjorie Bier disse...

Caminhei....

Gustavo disse...

Nossa que história...
A carta estava prestes a ser queimada e foi salva, a mocinha nunca iria saber da verdadeira história...

Vini e Carol disse...

Caramba cara.
Que interessante.
Mas será que a carta chegou em mãos?
Ou apenas foi resgatada?
Abraço.

Gugui disse...

Mto interessante seu Blog!

Espero manter contato!

Abração

Gugui (EQUIPE ALACAZUM)

www.alacazum.blogspot.com

Caaah. disse...

gente, que choque!
mas muito muito muito interresante o blog!
vou voltar mais vezes!
BjooO;*

Luciano Silvestre disse...

Texto excelente, Fábio! Consegue ser ao mesmo tempo triste e interessante. Parabéns! Abraços.

RONNY DIAS disse...

Opa!
Realmente, tem certa semelhança com o meu texto... A maior diferença é que sua carta (supostamente) é verdadeira.
Afinal, a foto do acidente não necessariamente o liga a ela.
O que me intrigou é que em momento algum vc disse que o outro cara que morreu era Adolfo mas as pessoas prontamente assumiram que sim e superdimensionaram a tragédia ocorrida à pobre Clara!
Vai ver q preferimos mesmo pensar que "desgraça pouca é bobagem" e que todos tiveram suas vidas destruídas no sinistro, quando na verdade, Adolfo e Clara podem ter vivido muito felizes depois do acidente e o único que se deu mal foi o pobre Ivo!
Se a carta é mesmo real, como vc teve acesso a ela? Tem algum grau de parentesco com Clara? (supondo que a carta eventualmente chegou a seu destino)
Intrigante... hehehe.
Abração.

Tatiane disse...

Isso aconteceu de verdade?A carta chegou nas mãos da moça?...

Bhava disse...

pois é eu era menino e lembro do ruido do impacto, há uns 30 metros da minha casa.

Os fotografos de santo angelo tinham quase sempre na entrada uma foto com este acidente.

Carlos Castro, salvador Ba

Eunisia disse...

Fábio,
a história da foto do acidente e bem cm a mesma já conhecia. Interessante o conteúdo da carta encontrada.
Como vc teve acesso a carta?